24.2 C
Jundiaí
quinta-feira, 25 fevereiro, 2021

A utopia da concorrência no século da concentração empresarial

A ciência econômica define a concorrência até como perfeita e aponta algumas características as quais são nocivas para os empresários em um ambiente de mercado competitivo e com necessidade constante de inovação. Entre as particularidades dessa estrutura de negócios está em ter um número grande de empresas que ofertam para uma quantidade grande de consumidores. Por haver diversas opções, os consumidores tem o poder de escolher o produto/serviço que mais lhe convém, enquanto a empresa é obrigada a trabalhar em sintonia de qualidade e preço com as outras empresas concorrentes, realmente um sonho.

As empresas vencedoras têm elevadas barreiras de entrada estabelecida por competência. Conquistar um elevado poder de barganha na cadeia de fornecimento é o objetivo de todas as companhias isso dificulta a possibilidade de novos entrantes. A inovação tecnológica pode ser uma via para romper esse muro, porem as corporações empresariais ativam seus pentágonos de poder e estrategicamente se tornam os orientadores das cadeias de produção em todo o globo. Desde as fontes de matérias primas até as politicas de sustentabilidade social e ambiental.

O economista e professor da Universidade de Toulose, na França, Jean Tirole, Prêmio Nobel de Economia de 2014 por seu trabalho sobre análise do poder e regulação de mercado é um grande defensor da mão visível do Estado na economia. Para Jean “Muitas indústrias são dominadas por um pequeno número de grandes empresas ou apenas por um simples monopólio. Deixados sem regulação, esses mercados frequentemente produzem resultados sociais indesejáveis”   

Nesse inicio de século está evidente o comportamento de grandes conglomerados impondo suas estratégias de dominação, ao pressionar países periféricos a privatizar suas estruturas empresarias estratégicas. Os bens e serviços sem sensibilidade a variação de preços podem ser uma arma letal se controlados por grandes empresas privadas.  Também forçam mudanças de regras no mercado de trabalho. Algumas até se beneficiam da deterioração do tecido social e estabelecem suas próprias relações entre o patrão e o empregado, basta analisar os aplicativos de transportes e os de vendas que pouco oferece de contrapartida ao cidadão. Essa nova ordem mundial vai promover nas nações sem identidade com a resistência uma pobreza sem precedentes.

 Analisando a situação do Brasil precisamos de um movimento urgente de mudanças de rota. Esse alinhamento ao Consenso de Washington nos levará a uma concentração de rendas jamais percebido na curta historia do sistema de organização social da produção capitalista. Isso será uma negação a visão de Adam Smith quando afirmou que a riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos príncipes.

A ruptura de um modelo endógeno que apesar de algumas imperfeiçoes era possível ver a linha do horizonte, levou a economia brasileira a um beco quase sem saída, servindo de banquete para os especuladores. Como exemplo a politica de preços de combustíveis adotada pelo monopólio estatal brasileiro, que não tem foco no desenvolvimento da economia doméstica e obviamente atende aos interesses dos grandes especuladores internacionais. Pra não ficar somente nessa linha da energia, pode observar à falta de proteção à população quando governo não estabelece regras para a segurança alimentar, permitindo ao produtor exportar toda a sua produção.

Como não estamos próximos aos burocratas da Republica para nos municiar de informações privilegiadas para atuar no mercado financeiro e ganhar fortunas com os boatos gerados no Planalto Central. O comportamento das ações da Petrobras no dia 18 de fevereiro após a empresa anunciar aumento dos combustíveis deixa uma alerta quanto ao uso indevido de insider trading, e as evidências ficam claras com o pronunciamento do Chefe maior após o encerramento do pregão.  Diante de tudo isso o que nos permite viver é a utopia de que dias melhores virão.

Novo Diahttps://novodia.digital/novodia
O Novo Dia Notícias é um dos maiores portais de conteúdo da região de Jundiaí. Faz parte do Grupo Novo Dia.

SUGESTÃO DE PAUTAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

notícias relacionadas