25.9 C
Jundiaí
domingo, 7 março, 2021

Após desmerecer a CoronaVac, Bolsonaro corre atrás da vacina e faz birra para Doria

Ao ser deixado para trás, Bolsonaro proibiu os ministros de atender a qualquer pedido do governador de São Paulo

Após desmerecer e chamar a CoronaVac de “vacina chinesa do Doria”, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) agora corre atrás do imunizante e faz birrinha após sucessivas falhas e discursos negacionistas em torno da vacina e do novo coronavírus.

Ao ser deixado para trás, agora Bolsonaro proibiu os ministros de atender a qualquer pedido do governador de São Paulo, João Doria (PSDB). Como um menino mimado, o presidente prometeu dar um “chega pra lá” em quem desobedecer suas ordens.

Aliados de Bolsonaro apontam que o presidente está convencido de que seus desafetos, João Doria e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), fazem complô para desgastar ainda mais a imagem do governo federal.

Essa ideia de Bolsonaro surgiu após Doria e Maia trabalharem para resolver o imbróglio diplomática com a China, causado principalmente pela incapacidade do corpo diplomático da presidência em negociar e impedir que os entraves burocráticos atrase a vacinação contra a Covid-19 no Brasil.

Novo Diahttps://novodia.digital/novodia
O Novo Dia Notícias é um dos maiores portais de conteúdo da região de Jundiaí. Faz parte do Grupo Novo Dia.

SUGESTÃO DE PAUTAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

notícias relacionadas