25.6 C
Jundiaí
quarta-feira, 28 outubro, 2020

Defesa da autonomia universitária marca lançamento de livro

Obra sobre a autonomia universitária em São Paulo é organizada por assessores jurídicos da Unesp

O lançamento do livro Autonomia Universitária: 30 anos no Estado de São Paulo, organizado pelos assessores jurídicos da Unesp Edson César dos Santos Cabral e João Eduardo Lopes Queiroz, foi marcado por alertas enfáticos sobre a importância da autonomia universitária para o regime democrático e para o ecossistema de ciência e inovação do país.

Mediado pelos organizadores do livro e transmitido pelo canal da Unesp no YouTube, o evento reuniu três estudiosos do tema que são coautores da obra: Nina Beatriz Stocco Ranieri, coordenadora da cátedra Unesco de Direito à Educação da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP); Fabiana de Menezes Soares, docente da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG); e Alexandre Santos de Aragão, professor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e da Universidade Cândido Mendes. O lançamento do livro está disponível no Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=enhwk9L6bII.

O livro Autonomia Universitária: 30 anos no Estado de São Paulo está sendo lançado com o apoio da Editora Unesp e da Fundação Vunesp. O prefácio da obra é escrito pelos reitores de USP, Unicamp e Unesp, representando o Conselho de Reitores das Universidades Estaduais Paulistas (Cruesp), hoje presidido pela Unesp.

“A relação do piloto anônimo” relata descoberta do Brasil

Número extra da Coleção Memória Atlântica, A relação do piloto anônimo é a mais completa descrição da viagem de Pedro Álvares Cabral às Índias, incluindo aí a descoberta do Brasil.

A coleção, que inclui outros cinco volumes, é iniciativa do Grupo de Pesquisa Escritos sobre os Novos Mundos (FAPESP), em parceria com a FEU (Fundação Editora da Unesp) e com a Academia Portuguesa da História. O link para download da obra é: https://www.culturaacademica.com.br/catalogo/a-relacao-do-piloto-anonimo/.

Ainda que o relato lançado pela Coleção não se enquadre na categoria de documentos raros (um dos critérios que guia a coleção), conta com poucas edições e, infelizmente, a mais conhecida e adotada –– aquela preparada por Sebastião Morato, e divulgada por Jaime Cortesão –– tem inúmeras supressões, acréscimos e problemas de tradução (a primeira edição conhecida foi publicada em italiano).

Livro trata sobre a síndrome de Münchausen por transferência

O assunto, que além das sessões de terapia já foi parar nos noticiários, é agora publicado em formato literário com o título O segredo de Rose Gold, de Stephanie Wrobel. Na obra, a autora fala sobre a síndrome de Münchausen por transferência (ou procuração), que afeta principalmente as mães, fazendo com que elas fantasiem doenças em seus filhos, com o objetivo de atrair atenção. Eleito pela Marie Claire uma das melhores ficções escritas por mulheres em 2020, incluído no top 10 lançamentos da primavera da Publishers Weekly e um dos livros mais esperados pelos leitores da Goodreads e Newsweek, a obra chega ao Brasil pela Editora Verus.

Stephanie Wrobel nasceu e cresceu em Chicago. Leitora voraz quando criança, seu fascínio pela linguagem a levou a trabalhar como redatora em agências de publicidade. Depois de se mudar para a Inglaterra, em 2014, começou a escrever seu primeiro romance, O segredo de Rose Gold. Atualmente ela mora em Londres com o marido e o cachorro e escreve em tempo integral. 308 páginas | R$ 44,90

Heroína: todo mundo precisa de ajuda

O lançamento da escritora Nana Lees reúne as duas definições de heroína em um enredo profundo sobre dores, lutas e saúde mental. A partir dos narradores personagens, os leitores de Heroína são apresentados a um internato de elite onde jovens considerados rebeldes fingem que recebem educação, enquanto, na verdade, aprendem todos os esquemas do mundo adulto.

Benzer, rezar e curar: o legado da ancestralidade

Vela, galho de ervas, barbante, copo, faca, anel, tesoura… são diversos os instrumentos citados em histórias curiosas sobre benzimentos. Cada um deles é usado para causas específicas, como explica a bióloga, biopatologista e terapeuta holística Jacqueline Naylah no lançamento Eu te Benzo.

Além de revelar que a tesoura é usada para benzer doenças cíclicas – como rinite, sinusite e otite, e o copo para dores de cabeça, vícios e convulsões, por exemplo, Jacqueline desvenda também importantes mitos que cercam o assunto. Uma das grandes polêmicas que a autora aborda é sobre a moeda de troca: benzimento é um dom e deve ser usado apenas para caridade?

Outra dúvida muito comum apresentada por Jacqueline na obra é sobre o benzimento à distância. Funciona? Segundo ela, é necessário apenas que seja criada uma lembrança sobre o benzido por meio de uma fotografia, uma peça de roupa ou uma palavra ao telefone.

Livro brasileiro de ficção científica mostra a salvação do mundo como uma fake new

A ficção científica é um gênero literário pouco explorado no Brasil, mas esse é o caminho que o autor baiano Daniel Mendes utiliza em seu primeiro livro O Guindaste Metafórico, a maior obra de engenharia que jamais existiu. A obra mescla bom humor, autoajuda e ficção, desenvolvendo um projeto de engenharia altamente complexo e cheio de superlativos, para salvar o planeta Terra de seu desalinhamento magnético.

Usando temáticas contemporâneas, como “campanha de financiamento”, “gestão de fake news”, “redes sociais” e “superfaturamento”, o Guindaste Metafórico satiriza o antropocentrismo e a supervalorização da tecnologia que caracterizam nosso tempo.

Na capa, o comandante do fraudulento projeto, sempre de copo na mão e com cara de bonachão, caracteriza o estelionatário engenheiro que engana todo o mundo com um projeto impossível. 148 páginas.

Bom Dia e Mau Dia: os conselheiros de Gustavo

Em Os Minúsculos, Cléo Busatto apresenta aos jovens leitores duas criaturas minúsculas que acompanham o protagonista Gustavo em todo o lugar que ele vá. Eles representam, na verdade, dois lados do personagem no auge dos seus nove anos: ora raivoso, ora mais sonhador.

Após conhecer “os-dois-de-mim” em O Encontro, primeiro livro da coleção, Gustavo passa a chamá-los de Bom Dia e Mau Dia. É a partir do diálogo com os Minúsculos que o garoto se conhece melhor e toma decisões mais ponderadas. Em cada volume, a escritora mestre em Teoria Literária toca em assuntos urgentes, como preconceito racial, violência no esporte, trabalho infantil, abandono na infância, bullying escolar, preconceito social, relação familiar e a descoberta da paixão.

As cinco obras ilustram a complexidade da alma humana e valorizam a formação da consciência pessoal a partir da reflexão de situações cotidianas. É assim que Os Minúsculos mostram à criança que é possível crescer livre de juízos equivocados e ser responsável pela construção de um mundo mais justo e equânime.

Urbemhttps://novodia.digital/urbem
A Editora Urbem faz parte do Grupo Novo Dia e edita livros de diversos assuntos e também a Urbem Magazine, uma revista periódica 100% digital.

SUGESTÃO DE PAUTAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Caieiras inaugura o primeiro Ecoparque linear do município

Instalado em uma área de mais de 56 mil metros quadrados, o Ecoparque Caieiras será inaugurado nesta sexta-feira (30), às 19h. Este...
PUBLICIDADE

Rodovia dos Bandeirantes completa 42 anos nesta quarta-feira (28)

Importante via que liga a Capital Paulista ao norte do Estado de São Paulo, a Rodovia dos Bandeirantes (SP-348) completa 42 anos...

Cemitério Bosque da Saudade também estará aberto no feriado

Seguindo as cidades do Aglomerado Urbano de Jundiaí que estão na fase verde do Plano São Paulo no combate à Covid-19, a...

Jundiaí aprova lei que reforça a proibição da venda de ‘chumbinho’

A Câmara Municipal de Jundiaí aprovou o Projeto de Lei que reforça a proibição da comercialização da substância organofosforado, conhecido como “chumbinho”....

notícias relacionadas

Caieiras inaugura o primeiro Ecoparque linear do município

Instalado em uma área de mais de 56 mil metros quadrados, o Ecoparque Caieiras será inaugurado nesta sexta-feira (30), às 19h. Este...

Rodovia dos Bandeirantes completa 42 anos nesta quarta-feira (28)

Importante via que liga a Capital Paulista ao norte do Estado de São Paulo, a Rodovia dos Bandeirantes (SP-348) completa 42 anos...

Cemitério Bosque da Saudade também estará aberto no feriado

Seguindo as cidades do Aglomerado Urbano de Jundiaí que estão na fase verde do Plano São Paulo no combate à Covid-19, a...

Jundiaí aprova lei que reforça a proibição da venda de ‘chumbinho’

A Câmara Municipal de Jundiaí aprovou o Projeto de Lei que reforça a proibição da comercialização da substância organofosforado, conhecido como “chumbinho”....

cadastre-se

Cadastre-se para receber as novidades no grupo Novo Dia