22.7 C
Jundiaí
quinta-feira, 21 janeiro, 2021

Mesário de graça? Nem pensar

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) está pedindo que eleitores se apresentem nos cartórios eleitorais para trabalharem como mesários nas eleições de novembro. Mesário e voluntário. Ou seja, sem ganhar um centavo pelo trabalho. Até um médico decrépito apareceu nas redes sociais convocando os voluntários. Trabalhar de graça? Nem pensar.

Acontece que os partidos políticos recebem uma fortuna de bilhões de reais para financiar suas campanhas políticas. Bilhões. É um dinheiro dado pelo governo, por força de lei. Um dinheiro amealhado nos impostos que todos pagam, e que é entregue aos políticos para financiar suas mentiras e promessas de campanha. E o eleitor, que já pagou pela farra, tem de trabalhar de graça? Negativo.

Quem já trabalhou no dia de eleições sabe o perrengue que é. Muita frescura dos burocratas, acostumados na mamata do funcionalismo público. Muitas regras. E muito eleitor votando, quando nem deveria sair de casa, uma vez que ignorância é contagiosa. Quem trabalha nesse dia ganha folga de dois dias na semana (se estiver empregado) e um lanche conhecido como X-Miséria, normalmente fornecido pelas prefeituras. O TSE não põe a mão no bolso pra nada.

Que me perdoem a sinceridade. Trabalhar de graça para o TSE é assinar atestado de otário. Talvez não haja voluntários (otários) suficientes. Aí o TSE convoca. É convocação, não é convite. E tem como escapar. É só apresentar algum atestado médico ou falar no cartório que está envolvido em campanha política, portanto suspeito. Se estiver filiado a algum partido, mais fácil ainda.

Os bilhões do fundo partidário poderiam ajudar a pagar quem vai trabalhar no dia das eleições. Mas o fundo é destinado somente aos partidos políticos. Moral da história: você paga impostos ao governo, o governo pega parte dos impostos e dá aos partidos, que distribui aos candidatos para eles vomitarem suas idéias no horário eleitoral e nos panfletos. Neste ano, provavelmente em redes sociais. E você, otário, trabalhando de graça para o governo, ajudando escolher os próximos corruptos. Ou reeleger os mesmos de sempre.

Seja patriota. Não se apresente como voluntário. O TSE que coloque a mão no bolso e trate de por ordem nessa bagunça.

ANSELMO BROMBAL
Jornalista

Novo Diahttps://novodia.digital/novodia
O Novo Dia Notícias é um dos maiores portais de conteúdo da região de Jundiaí. Faz parte do Grupo Novo Dia.

SUGESTÃO DE PAUTAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADE

notícias relacionadas