23.2 C
Jundiaí
sexta-feira, 18 setembro, 2020

Acha muito uma nota de 200 reais?

Desde o começo do mês já está circulando a nova cédula de R$ 200. Depois que foi anunciada, todo mundo achou pelo em ovo. Falou-se as pessoas ficariam confusas, que faltaria troco no comércio e até o lobo-guará, que ilustra a nova cédula, foi criticado. Há quem prefira outros animais na cédula, mas a escolha do Banco Central foi feita após pesquisa com o público. Até então, a cédula de maior valor era a de R$ 100, lançada em 1994, junto com o Plano Real.

Se a nova cédula está ou não trazendo problemas para o público e para os comerciantes, é outra história. Outros países têm notas bem maiores. Na Europa, a cédula de maior valor do euro, a de 500, vale mais que três salários mínimos no Brasil. Raramente circulam, uma vez que por lá o povo gosta de pagar tudo eletronicamente. Nos Estados Unidos, a maior é a de 100 dólares – quase 600 reais se trocada por dinheiro brasileiro.

O recorde mesmo está na Inglaterra. Por lá, o Banco da Inglaterra emitiu a nota de 100 milhões de libras. Equivale a 740 milhões de reais, e é conhecida como Titã. O tamanho da cédula também é recorde: uma folha de A-4 (210x297mm). A imagem que a ilustra é de Britania – personificação feminina do Reino Unido. Estão guardadas, vigiadas, escondidas em cofres mais que seguros. Mas a Titã tem companhia das Gigantes, de um milhão de libras (R$ 7,4 milhões). Essas notas, porém, não estão disponíveis nos caixas eletrônicos nem circulam. Os ingleses a consideram importante demais para sua economia.

A Escócia e a Irlanda do Norte fazem parte do Reino Unido, mas emitem suas próprias cédulas. Só que lá a coisa é séria – se a Irlanda, por exemplo, emitir uma nota de 10 libras, precisa depositar esse mesmo valor no Banco da Inglaterra, equivalente ao nosso Banco Central. Em circulação, em todo o Reino Unido, a maior nota é de 50 libras. As Titãs e as Gigantes existem desde 1908, e se alguém quiser vê-las, há réplicas no museu do Banco da Inglaterra. Uma Gigante leva o autógrafo da rainha Elizabeth II.

Mas nota de alto valor não significa prosperidade. Países que convivem com a inflação galopante emitem notas com valor cada vez maior. Na Venezuela, por exemplo, há a nota de 50 mil bolívares – não valem mais do que 30 reais. No Zimbabue (África), o governo emitiu a nota de 100 trilhões de dólares zimbabuanos em 2008. Equivalia a 30 dólares americanos, e dias após o lançamento não valia mais nada. Ninguém a queria. Nos anos 1920, a Alemanha, destruída pela 1ª Guerra Mundial, lançou a nota de 100 trilhões de marcos, a moeda da época. Os alemães usavam essas notas para acender fogo. Usar o dinheiro como combustível era mais barato que comprar lenha ou carvão.

O Brasil também deu sua cota de mau exemplo. Em 1993, um ano antes do lançamento do Plano Real, o Banco Central lançou a nota de meio milhão de cruzeiros. Antes houve as notas de cruzados, invenção do governo Sarney, que por decreto afirmava que um cruzado valia o mesmo que um dólar americano. Sarney esqueceu de avisar os americanos.

Mas há bons exemplos de controle da economia. O Brunei é pequeno – tem 400 mil habitantes. Sua maior cédula é de 10 mil dólares de Brunei – equivale a 400 mil reais. Singapura também tem cédula de 10 mil dólares singapuranos, e cada uma delas equivale também a 400 mil reais. A Suiça tem a nota de mil francos suiços – praticamente seis mil reais. E aqui tem gente reclamando da nota de 200 reais.

Novo Diahttps://novodia.digital/novodia
O Novo Dia Notícias é um dos maiores portais de conteúdo da região de Jundiaí. Faz parte do Grupo Novo Dia.

SUGESTÃO DE PAUTAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Um dos bandidos mais procurados do Brasil, que assaltou Banco em Itupeva, vendia limões em SP

Luciano Castro de Oliveira, o Zequinha, era apontado como um dos criminosos mais procurados do Brasil e de ser um dos responsáveis...
PUBLICIDADE

“Quem fica em casa e faz isolamento é fraco”, diz Bolsonaro

O Presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar as medidas de isolamento social para combater o coronavírus. Assim, em discurso...

Pacientes em Jundiaí podem marcar consultas direto na Central de Agendamento

Além dos atendimentos em acolhimento e agendas realizados pelas equipes de Saúde, a Prefeitura de Jundiaí retoma, nesta segunda-feira (21), o agendamento...

Guarda Municipal de Jundiaí monitora Serra do Japi para evitar aglomerações

A Guarda Municipal de Jundiaí (GMJ) intensificou a fiscalização nas entradas de cachoeiras na Serra do Japi, com o objetivo de impedir...

notícias relacionadas

Um dos bandidos mais procurados do Brasil, que assaltou Banco em Itupeva, vendia limões em SP

Luciano Castro de Oliveira, o Zequinha, era apontado como um dos criminosos mais procurados do Brasil e de ser um dos responsáveis...

“Quem fica em casa e faz isolamento é fraco”, diz Bolsonaro

O Presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar as medidas de isolamento social para combater o coronavírus. Assim, em discurso...

Pacientes em Jundiaí podem marcar consultas direto na Central de Agendamento

Além dos atendimentos em acolhimento e agendas realizados pelas equipes de Saúde, a Prefeitura de Jundiaí retoma, nesta segunda-feira (21), o agendamento...

Guarda Municipal de Jundiaí monitora Serra do Japi para evitar aglomerações

A Guarda Municipal de Jundiaí (GMJ) intensificou a fiscalização nas entradas de cachoeiras na Serra do Japi, com o objetivo de impedir...

cadastre-se

Cadastre-se para receber as novidades no grupo Novo Dia