spot_img
22.3 C
Jundiaí
terça-feira, 18 maio, 2021
spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

Deputados federais custam 37% mais em cinco anos

O levantamento é do jornal Correio Braziliense e mostra que aumento chegou a R$ 265 milhões
O s tempos são de crise, o discurso é de austeridade e economia. Isso para o cidadão comum. Para os deputados federais isso não existe. O jornal Correio Braziliense, o mais importante de Brasília, fez um levantamento que mostra que, nos últimos cinco anos, o custo dos deputados federais passou de 720 milhões de reais por ano para 985 milhões.
O aumento é de 37% – 6% a mais que a inflação oficial nesse tempo. Cada deputado custava ao país em 2010 R$ 1,4 milhão. Hoje custa 1,9 milhão. Isso levando em conta tudo o que recebem e tem direito.
O item que mais contribuiu para o estouro foi o salário; no entanto, também houve reajuste em regalias históricas, a exemplo do cotão (passagens aéreas, alimentação e outros), da verba de gabinete e das despesas médicas. O salário das excelências mais que dobrou de 2010 para cá. Passou de R$ 16,5 mil para R$ 33,7 mil. São impressionantes 104% de aumento. Com a inflação acumulada nos últimos cinco anos, o reajuste fica em 54%.
O chamado cotão cobre passagens aéreas, fretamento de aviões, alimentação, cota postal e telefônica, combustíveis e lubrificantes, consultorias, divulgação do mandato, aluguel e demais despesas de escritório políticos, assinatura e publicações e serviços de TV e internet e ainda contratação de segurança. O valor do recurso é variável. O Correio utilizou como base a média dos 513 deputados, levando em consideração as diferenças entre as unidades da Federação.
No fim de 2010, cada deputado tinha direito, em média, a R$ 353,62 mil por ano. Agora, são R$ 429 mil, o que representa 21% a mais. O valor, no entanto, ficou 6% abaixo da inflação no período considerado. O ressarcimento ilimitado de despesas médicas teve um aumento de 46%. As verbas de gabinete saltaram de R$ 780 mil por ano, em 2010, para R$ 1 milhão neste ano, o que significa um aumento de 30%.
E pra que servem essas verbas de gabinete? Para deputados contratarem funcionários, pagar aluguéis de escritórios que em época de eleição se transformam em comitês e para fazer favores aos eleitores mais privilegiados. Basta ter nota fiscal que o caixa paga sem reclamar e sem conferir.
As despesas de suas excelências são reembolsadas de pronto. No ano passado, em plena campanha eleitoral, quando a Câmara ficou vazia (os nobres deputados ficaram em seus estados fazendo comícios), muitos apresentaram notas de postos de gasolina justificando ser viagens a trabalho.
E, ao contrário dos cidadãos comuns, obrigados a se socorrer no SUS ou nos exorbitantes planos de saúde, os nobres deputados podem gastar quanto quiserem quando ficam doente. Basta apresentar a nota que a Câmara paga sem conferir nada. É a vida que todos sonham ter um dia.

Novo Diahttps://novodia.digital/novodia
O Novo Dia Notícias é um dos maiores portais de conteúdo da região de Jundiaí. Faz parte do Grupo Novo Dia.

SUGESTÃO DE PAUTAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PUBLICIDADEspot_img

notícias relacionadas